Citações do Dia...

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Ribeira Adventure Club, um sábado inesquecível.


O sábado, dia 12 de fevereiro de 2011, começou com uma chuva e vento fortíssimo. Não demorou muito e o clima mudou, dando lugar a um dia belíssimo de nuvens brancas esparsas e céu azul. O mar estava com uma tonalidade de cor não compreendida, ora verde, ora azul.
A ansiedade para colocar o Dingue"Levina" no mar era sentida no ar que se respirava, embora não pronunciada nenhuma palavra nesse sentido.
Eu e Roberto, como uma dupla bem entrosada, montamos o barco, talvez, em tempo recorde. Partimos, então, da Praia de Camboinha, precisamente às 9h30. Adentramos no mar e logo avistamos o "Kaça-Vento", "Day Sailer" vindo do Iate Clube. localizado na Praia do Bessa, que formaria a nossa micro-flotilha rumo à "Ribeira Adventure".
Bem mar adentro, o "Kaça-Vento" emparelhou conosco e seguimos em direção ao farol de Cabedelo.
Na proximidade do dique de Cabedelo, comigo no leme, o maré estava "cheia", havia ondas bem formadas e suaves, sem quebrar. "Surfamos" algumas delas, o que serviu para abrilhantar o passeio.
Contornamos o dique, bem próximos ao "Day Sailer", sem nenhuma dificuldade e logo estávamos na água escura do rio. O barco parou de bater a proa e deslizava naquela água sem marolas.
Entramos rio adentro, passando pelo porto. O Ferry boat, com muitos carros, passou ao nosso lado. Pessoas nos olhavam com um misto de curiosidade e inveja (é lógico que eles queriam estar no nosso lugar).
Avançando, passamos pela Ilha da Restinga, à estibordo. Atravessamos no meio das duas ilhas fluviais e seguimos rio adentro com a Ilha Stuart à bombordo. Já avistávamos a "Ribeira Adventure", geograficamente localizado no município de Santa Rita, exatamente na margem oposta da Praia do Jacaré, e pra lá rumamos.
Todo o curso, no estuário do Rio Paraíba, foi marcado por rajadas de vento, era quando aproveitávamos para avançar. Próximo do destino, muito perto da vegetação de manguezal, pegamos uma calmaria repentina que deixou a vela planejando, mas logo nos orientamos com mais rajadas de vento que nos levaram ao destino final.
Infiltramos o "Levina" em meio aos veleiros de cruzeiro lá atracados e jogamos cabo no flutuante, em seguida, eu, mergulhado no rio, parei o "day sailer" no braço.
Concita, companheira de Luciano Zinn, já nos aguardava. Conhemos as instalações da "Ribeira Adventure", um misto de marina e clube, e por lá ficamos por 2 horas, quando decidimos voltar!

Ps.: Para entender o trajeto, ver foto aérea de Cabedelo no início da postagem, note, na imagem, à esquerda o mar, à direito o rio.

5 comentários:

Giovani Luiz disse...

Muito interessante o relato. Ficou uma vontade de ler mais... o relato tem que continuar, pois está muito agradável de ler.
Parabéns!
Giovani Luiz

Roberto disse...

Excelente texto, mas concordo com o comandante Giovani, precisamos de mais detalhes!!!
Problemas com o leme; quase virada na entrada do dique; hulk; os veleiros atracados; etc.
Quando receber, vou te mandar as fotos para ampliação.
Forte abraço,
Roberto.

Luiz Rodrigo disse...

Fechado Betão, quando eu receber as fotos eu continuo a história, postando as fotos em conjunto! Abraços!

Luiz Rodrigo disse...

Quase virada na entrada do dique?? Teve isso não, lembro de uma forte rajada que pegamos no rio, mas que desenrolamos bem!!

LucianoZINN disse...

Fala Gurizada!!!

Foi uma pena eu nao estar para receber vocês aqui na Ribeira. Mas nao vai faltar oportunidade para trocarmos uma ideia a respeito de velejadas. Voltem sempre a casa é nossa .

abraços,

luciano zinn
www.ribeiraadventureclub.blogspot.com